A última carta de amor ~ Jojo Moyes

21:26

A cada palavra escrita, Jojo Moyes se mostra como uma das melhores escritoras na atualidade. Ao menos para mim. Não há uma história criada por ela que me faça desistir da leitura. Pelo contrário. Jojo Moyes agarra o leitor na primeira palavra e o carrega até a última página com tamanha facilidade.



Sabendo de tudo isto, optei por ler A última carta de amor. Não li sinopse, resenha, nada. Mesmo que o livro já tenha sido publicado há algum tempo, a história foi completamente desconhecida para mim. Fui surpreendida por Jennifer Stirling e Ellie Haworth. Duas protagonistas que vivem épocas diferentes, porém sofrem com o mesmo problema: amor.

Londres, 1960. Ao acordar em um hospital após um acidente de carro, Jennifer Stirling não consegue se lembrar de nada. Novamente em casa, com o marido, ela tenta sem sucesso recuperar a memória de sua antiga vida. Por mais que todos à sua volta pareçam atenciosos e amáveis, Jennifer sente que alguma coisa está faltando. É então que ela descobre uma série de cartas de amor escondidas, endereçadas a ela e assinadas apenas por “B”, e percebe que não só estava vivendo um romance fora do casamento como também parecia disposta a arriscar tudo para ficar com seu amante. Quatro décadas depois, a jornalista Ellie Haworth encontra uma dessas cartas endereçadas a Jennifer durante uma pesquisa nos arquivos do jornal em que trabalha. Obcecada pela ideia de reunir os protagonistas desse amor proibido — em parte por estar ela mesma envolvida com um homem casado —, Ellie começa a procurar por “B”, e nem desconfia que, ao fazer isso, talvez encontre uma solução para os problemas de seu próprio relacionamento. Com personagens realísticos complexos e uma trama bem-elaborada, A última carta de amor entrelaça as histórias de paixão, adultério e perda de Ellie e Jennifer. Um livro comovente e irremediavelmente romântico.

Enquanto Jennifer é separada do seu verdadeiro amor, por mais de 40 anos, Ellie ainda tenta encontrar aquele que irá acompanhá-la para o resto da vida. Muito mais do que uma história de amor propriamente dita, acredito que a autora quis contar, através destas duas mulheres, uma história de encontro com o próprio eu. 

Na Londres de 1960, Jennifer não estava feliz com o casamento e a vida que levava. Nos dias atuais, Ellie tenta entender o que realmente está se passando. E quando elas acabam se amando, em primeiro lugar, principalmente no caso de Ellie, o mundo parece começar a conspirar ao favor dela. As situações mudam. 


You Might Also Like

0 comentários