[Resenha] Como eu era antes de você - Jojo Moyes

22:40

Saber que certos livros ganharão adaptações para o cinema me incentivam a querer - ao menos - conhecer a história. Foi assim com Cidades de Papel, de John Green, e foi assim com Como eu era antes de você, de Jojo Moyes. Eu adoro as obras da autora e saber que Emilia Clarke dará vida a uma heroína de Moyes fez com que eu parasse de procrastinar e iniciasse de uma vez por todas a leitura.



Tudo bem que a adaptação vá estrear nas telonas apenas em junho, e que eu teria bastante tempo para ler com calma. Mas Como eu era antes de você é uma daquelas obras que a gente pega e não tem vontade de largar. A leitura é leve, gostosa e Louisa Clark é o tipo de personagem que te faz entrar na história de uma forma que se torna impossível sair.

Como eu era antes de você foi o primeiro e-book que consegui terminar no meu Kobo ~ depois de dois anos com ele, alguma hora isso tinha que acontecer. Eu acho difícil ler no leitor digital. Para mim a leitura não flui, as páginas parecem infinitas e tudo isso acaba tornando os livros um tanto quanto cansativos.



Mas, de alguma forma, Moyes sabe como conduzir uma história. Ela apresenta os altos e baixos da vida do personagem de forma que prende o leitor a cada página. À noite, sempre dá aquela vontade de ler só mais a próxima página e nunca parar.

Em Como eu era antes de você, a autora trabalhou um tema polêmico. Esse é o segundo livro que leio cujo tema central é o suicídio. Contudo, diferente de I was here, de Gayle Forman, Moyes trata sobre o suicídio assistido. Não sei se deve ter sido fácil para ela escrever sobre isso.

Porém, muito além do debate levantado, Moyes nos conta uma história de amor. A história de Louisa e Will, que foram criados em mundos completamente diferentes, contudo, acabam se encontrando. Bom, já não deve mais ser spoiler para você ~ pelo menos eu acho ~ que Louisa é contratada para cuidar de Will, que depois de um acidente de trânsito acabou perdendo os movimentos do corpo. A obrigação dela é fazer com o homem sinta vontade de viver.

Louisa é o tipo de garota, com seus 27 anos, que está conformada com a vida. Trabalha para ajudar com o orçamento doméstico, que está sempre apertado, e namora Patrick há sete anos. Conseguiu o emprego junto a Will, assim que foi demitida da cafeteria onde trabalhava. Will é totalmente o contrário. Se antes tinha uma vida intensa em Londres, agora vive apenas em casa. Contudo, incentiva Clark a abrir os horizontes, conhecer coisas novas e não se acomodar na vida.

Não vou contar o final, embora eu já suspeitasse como a autora colocaria o último ponto final. Mas, a cada página virada, eu ainda tinha esperança de que fosse diferente, de que fosse o final que eu havia imaginado.

Para encerrar: por que não li antes? 


You Might Also Like

0 comentários