{Resenha} Navegue a Lágrima - Letícia Wierzchowski

22:52

Quisera eu poder ter o dom de saber lapidar as palavras. Unir as letras de tal forma que transforme um texto corrido em poesia. Quisera eu saber prender o leitor do início ao fim da narrativa. Quisera eu conhecer as técnicas para envolver alguém a um personagem que criei.

Mas, por que estou falando isso? 

O livro que escolhi para resenhar aqui me fez pensar exatamente isto ao terminar a leitura. A publicação é especial. Especial porque foi presente de Dia dos Namorados de meu marido e também por ser de uma de minhas autoras favoritas. Navegue a Lágrima, de Letícia Wierzchowski, publicado pela Editora Intrínseca se tornou em uma das minhas publicações preferidas dos últimos tempos ~ acho até que eu teria que alterar o vídeo que fiz sobre as minhas leituras favoritas e incluir esta em primeiro lugar.


De alguma forma, a autora conseguiu me inserir na pele de Heloísa e me fazer sentir tudo o que ela sentia. A leitura foi intensa. Diferente de tudo aquilo que venho lendo. Desejei o livro desde quando o lançamento foi anunciado, e posso dizer que não me arrependi em nenhum momento. A espera toda valeu a pena. Se vocês me perguntarem eu diria que é uma história de tragédia, mas também, e muito mais, de amor.

Heloísa é uma editora que para lidar com o luto muda-se para uma casa em uma península uruguaia ~ outro motivo para eu achar a publicação especial. Minha viagem ao Uruguai foi uma das melhores de minha vida ~ Sem querer, ela adquire a casa de uma autora que ela aprecia muito: Laura Berman.

Naquela casa ~ característica dos romances de Laura, que faz os personagens brotarem daquele lugar ~ estão todos os porta retratos e memórias dos veraneios que os Berman passaram ali. E, aos poucos, Heloísa começa a encontrá-los no passado e a escrever a história daquela família.

A narrativa é contada em primeira pessoa. Foram poucos os diálogos, mas a maneira como a autora apresentou a história foi espetacular. Heloísa conversa conosco enquanto mistura a própria história de vida com a da família Berman.


A leitura foi intensa, porém fluiu muito rápido. Cada palavra me tocou profundamente. Saber o futuro da família Berman, de Laura e Leon, foi um dos motivos que me fez seguir em frente tão depressa. Algumas lições de vida também podem ser tiradas da publicação. O livro me fez pensar o por que escrevo. Estudei jornalismo porque queria mudar a vida das pessoas através das palavras. Porém,  com a rotina, acabei esquecendo disso. Ler Navegue a Lágrima me fez pensar e entender o poder que as palavras possuem em mim ~ não importa quantos caracteres o texto tiver.

E percebi que vivo para contar histórias, não necessariamente inventadas, assim como Laura, assim como Heloísa.


Outro ponto que não posso deixar de comentar por aqui é a diagramação do livro. Navegue a Lágrima é um dos mais lindos que tenho na estante. Diferente de tudo o que já vi, o texto não ocupa uma página por completo e as letras azuis deixam tudo ainda mais especial.

You Might Also Like

0 comentários

Google Plus

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *