[Eu vi] A Culpa é das Estrelas - O Filme

09:54

Desde que soube que o best-seller de John Green iria ter uma adaptação para o cinema, surtei. Li o livro há quase dois anos e fui tocada lá no fundo pela história de amor de Hazel Grace e Augustus Waters. A obra foi tão importante, que mesmo após ter lido no iPad, ganhei o livro físico para ficar lá na prateleira disponível para sempre que eu quiser.



Este é o tipo de livro que recomendo para qualquer pessoa. É um romance, uma comédia e um drama. Tudo misturado. E foi assim que me senti no cinema. Houve momentos que ri, amei e chorei. O filme está fazendo tanto sucesso, que aqui - e acho que no resto do mundo - tem lotado todas as sessões.

Acho que o longa metragem comove não apenas as meninas, mas a todos os que conseguem tirar uma lição da vida do jovem casal, que se conhece em um grupo de apoio para crianças com câncer. Ambos sabem que estão com os dias contados, por isso se amam profundamente - e acho que todos aqueles que não estão com os dias contados deveriam fazer isso também.



A doçura do filme é contagiante e faz você se envolver com os personagens. Nunca sai de uma sala de cinema com tantas pessoas chorando. Assim como o livro, o filme é contagiante e mostra a superação que muitas vezes nem mesmo um adulto dito saudável tem.

Por isso, meus queridos, saiam da frente do computador e vão viver intensamente, fazer coisas que você acredita que não conseguirá. Ame,  corra atrás dos seus sonhos e, acima de tudo, crie seus infinitos antes que seja tarde demais.

You Might Also Like

0 comentários