[resenha] A Culpa é das Estrelas - John Green

Tenho absoluta certeza de que A Culpa é das Estrelas foi um dos livros mais tristes que eu já li na minha vida. Ou não. Não consigo decidir entre este e O Menino do Pijama Listrado. Mas de qualquer forma, Jhon Green me arrancou algumas lágrimas, e me deixou com um nó na garganta por alguns dias.

Diferente, o seu colega homônimo, John Boyne, só me deixou com o nó na garganta. Mais uma coincidência entre os dois: ambos me fizeram ler em uma velocidade absurda.

Bom. Mas porque decidi ler A Culpa é das Estrelas? Eu fui à livraria com a minha prima em um final de semana. Ela me perguntou qual livro (com um preço razoável) ela devia levar para esquecer do vestibular. Então, depois de passar por todas as prateleiras me deparei com o livro. Já tinha ouvido falar muito na blogosfera.




Foi então, que ao ler com mais atenção me senti muito atraída pela história. Não resisti e logo após comecei a ler também. Não tenho como negar que a narrativa me cativou do início ao fim. A vida da jovem Hazel sendo contada naquelas páginas, nos faz ver como muitas vezes os nossos problemas são nada perto do que ela passa todos os dias.


Ela era uma menina solitária que sofre com um câncer. Vive presa a um cilindro de oxigênio, e no início, seus únicos amigos são seus pais. Porém, ao começar a frequentar um grupo de pacientes que convivem com a mesma doença, a jovem encontra novos amigos. Gus é o principal (e só em escrever o nome dele meus olhos já começam a lacrimejar. Se você também leu sente isso?) amigo de Hazel. Juntos, eles vivem muitas aventuras.


Se você me perguntar qual livro eu indico para você ler, pode ter certeza que este será o primeiro que virá na minha cabeça. Além da excelente história, John nos delicia com um maravilhoso texto.







Resenha - Dizem por aí - Jill Mansell

Desde quando li pela primeira vez o livro "Uma Proposta Irrecusável", contava os dias para ter a oportunidade de poder desfrutar de outra obra da Jill Mansell. Foi então que no mês passado (ou no anterior) a (nossa querida) Editora Novo Conceito, enviou um exemplar de "Dizem Por Aí".

Até agora, não sei porque demorei tanto para ler o livro, já que é tão bom. Tudo começa quando Tilly termina o seu namoro e vai visitar a amiga em uma cidade do interior. Lá, ela descobre uma vaga de emprego como 'garota faz-tudo'. É então que ela vai parar na casa de Max e da filha dele, Lou.



Bom, quando Tilly faz a sua mudança, todos a adverter para ter cuidado com um certo rapaz: Jack Lucas. Todos dizem que ele é o maior `garanhão`da cidade. Então a moça usa de todos os artifícios para ficar longe dele. O problema é que Jack é o melhor amigo de Max. Aí já viu né?!

E quem é que fisga o coração do rapaz? Não precisa nem dizer! Mas eu não vou contar o fim desta história. Vou deixá-los com água na boca. Até porque sei guardar segredo melhor do que as outras pessoas (essa é uma frase que você só entenderá após a leitura).

O que tenho a dizer é que, mesmo com o tamanho, Dizem Por Aí é um livro excelente. É aquela obra que você pega em um domingo a tarde quando quer esquecer do mundo. Jill Mansell realmente sabe conduzir o leitor do início ao fim de uma narrativa!

Recomendadíssimo!



Resenha - A Casa das Orquídeas - Lucinda Riley

A autora Lucinda Riley me encantou. Passe horas e horas lendo sobre a história de Harry Crawford paralelamente a de Júlia Forrester. Incrível a forma como a autora mesclou passado e presente e no fim conseguiu os unir. Todo o enredo envolve a propriedade de Wharton Park, onde Júlia e sua irmã passaram grande parte de suas infâncias. Porém, por conta de dívidas, a casa será vendida. E é então que tudo começa.

Júlia é uma pianista renomada, mas por causa de um acidente deixa de tocar e passa a tentar a ajeitar a vida. E nesse passeio por Wharton, Park, antes da venda, ela encontra o "amor de sua vida": Kit Crawford. As orquídeas também são peças importantes nesta historia, mas só entendemos realmente porque no fim do livro, o que não influenciou em nada.



Não vou me alongar na história, até porque não quero contar nenhum spoiler! Mas posso adiantar que muitas partes da narrativa me arrepiaram, e cada página traz revelações surpreendentes! Enfim, ótimo livro!

Google Plus

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *